Home » Notícias » Eletrônica Moderna: Vamos falar da história do Transistor?

 

Eletrônica Moderna: Vamos falar da história do Transistor?

 

Em 1947, quando William Shockley, John Barden e Walter Brattain, no Bell Laboratories, criaram o primeiro transistor, eles criaram um novo capítulo na história da Eletrônica.

transistor Na figura ao lado, é possível ver o primeiro transistor e ele é muito  diferente de como os que conhecemos hoje, não é mesmo? Ele recebeu o  nome de Transistor de Contato de Ponta.

O nome pode parecer estranho, mas ele ajuda a entender como ele  constituído: duas placas de ouro cujas pontas eram pressionadas contra  uma placa de Germânio (Ge). Os terminais referentes ao Emissor e ao  Coletor seriam as lâminas de ouro, logo a Base seria a placa de Ge  (posteriormente, substituída pelo Silício, devido a razões econômicas – A  penny saved is a penny earned – e a suas propriedades elétricas mais  adequadas para os dispositivos eletrônicos).

Foi considerado superior aos circuitos eletrônicos da época, os quais eram  constituídos por válvulas a vácuo (grandes, lentos, exigiam ainda uma alta tensão e uma alta potência).

Os ilustres cientistas já citados receberam um Nobel de Física em 1956. Mas, apesar de tal prêmio, Shockley ficou extremamente aborrecido com o fato de seu nome não ter sido posto na patente do material (no dia do experimento final, ele não pôde ir – Xii, que azar!) de modo que deixou o Bell Laboratories para fundar sua própria empresa com a qual pretendia fabricar transistores a baixos custos e em massa.

E essa, bem, essa é uma história para as cenas dos próximos capítulos!

 

Sem comentários

Seja o primeiro a deixar um comentário.

Poste um comentário

You must be logged in to post a comment.